O seguro desemprego é um auxilio financeiro que visa dar suporte ao trabalhador que foi dispensado de suas funções, mas vale lembrar que este recurso dispõe de alguns requisitos. Mas afinal, todo trabalhador tem direito ao auxilio desemprego? Saiba a seguir como funciona e quem tem direito a este benefício:

O que é o seguro desemprego?

Quando o trabalhador é demitido de suas funções, pode ser que fique disponível para ele a possibilidade de solicitar o seguro desemprego. O seguro via dar suporte financeiro ao trabalhador recém desempregado.

As parcelas do benefício podem ser pagas entre 3 e 5 meses, vindo a depender do tempo de serviço prestado. Quando contribui por 9 meses, o trabalhador tem direito a 3 parcelas. Enquanto para receber 4 e 5 meses do auxilio, é necessário, respectivamente, prestar serviços por 12 e 24 meses.

Quem tem direito ao seguro?

Como você pôde verificar o auxilio desemprego é um valor muito importante, mas não é todo trabalhador que tem direito a ele. Veja a seguir quem pode solicitar o recurso do seguro desemprego:

  • Ter trabalhando com a carteira de trabalho devidamente assinada;
  • Quem contribuiu pelo tempo mínimo de 9 meses;
  • Ter sido dispensado de suas funções sem apresentação de justa causa;
  • Não estar trabalhando em outra função;
  • Não apresentar nenhuma irregularidade na documentação.

Quem tem direito ao benefício, precisa ficar atento ao calendário seguro desemprego 2019 e não perder a divulgação de nenhuma informação.

Como solicitar o auxilio?

Para quem está de acordo com os requisitos do auxilo desemprego e quer fazer a solicitação do mesmo, é preciso seguir o processo de requerimento corretamente. É necessário providenciar os seguintes documentos:

  • Carteira de identidade (RG);
  • Carteira de trabalho;
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Comprovante de matrícula no PIS/PASEP ou também o cartão cidadão;
  • 3 últimos contracheques dos últimos 3 meses anterior à demissão;
  • Requerimento do seguro desemprego SD/CD nas duas vias;
  • Termo de rescisão de contrato de trabalho;
  • Documento de levantamento do FGTS ou, se preferir, extratos dos depósitos.

Com toda a documentação regular, você deve realizar o agendamento do seguro desemprego. Só através do agendamento online você poerá requirir atendimento no órgão responsável.

Depois de selecionar dia, local e hora, compareça a agência do Ministério do Trabalho ou da Previdência Social onde você agendou o seu atendimento e solicite o benefício.

Se o seu pedido for aprovado, você receberá de 3 a 5 parcelas, dependendo da sua situação. Lembre-se: há um prazo para realizar o requerimento do auxilio, portanto, quanto antes você solicitar melhor!